Edição limitada de aniversário

Autavia, o mítico cronógrafo de pilotos dos anos 60, disputado por colecionadores, regressa em 2017. A TAG Heuer e Jack Heuer, presidente honorário da marca, têm o prazer de apresentar a edição limitada do ícone dos cronógrafos Heuer, o Autavia, comemorativo dos 85 anos de Jack Heuer, criador do relógio. O número 1/1932 da edição limitada será parte dos excepcionais relógios que serão incluídos no leilão de cronógrafos Heuer organizado pela Phillips a 11 de novembro em Genebra.

Essa nova reedição, limitada a 1932 peças, como referência ao ano de nascimento de Jack, foi desenhada pelo próprio relojoeiro. Moderno, mas, fiel às suas origens, o relógio capta o espírito das corridas automobilísticas da Época de Ouro. Mais imponente que o seu ancestral – com os seus atuais 42mm de diâmetro contra os 39mm da versão dos anos 60, aro graduado de 12 horas, novo movimento cronógrafo de fábrica – o calibre Heuer-02, a última geração do Autavia possui o ADN e o princípio estético do original, mas virado para o presente.

As suas funcionalidades respondem às exigências atuais: calibre automático, autonomia de 80 horas, data às 6h e estanque até 100 metros. A luneta ranhurada bidirecional em alumínio preto envolve o mostrador prata com três contadores pretos, numa disposição perfeita. Uma exibição legível e equilibrada, com os ponteiros e indicadores aplicados e banhados a ródio e revestidos com Super-LumiNova®.

Um look vintage revisitado com toques de modernidade. Conta com botões tipo “cogumelo”, coroa canelada, logotipo Heuer e pulseira em aço “grão de arroz”. O seu estilo neo-retro contempla as subdivisões da escala dos minutos e respeita a regra ergonómica “1/3-2/3” da época, concebida por Jack Heuer para aumentar a legibilidade e precisão

Sobre o Autavia, Jack Heuer afirma: “A história do Autavia é rica e cheia de reviravoltas. Ter convertido um cronógrafo no relógio de pulso Autavia em 1962 é um dos meus maiores orgulhos e tenho um especial carinho por esta coleção: Afinal, foi a primeira peça que desenhei e, hoje, tenho orgulho em apresentar a última peça que criei na minha vida!”

De volta à história do Autavia. Em 1933, Heuer desenvolveu o primeiro contador de bordo para carros de corrida e aviões: o cronógrafo Autavia. A contração de AUTomóvel e de AVIAção – um nome tão engenhoso quanto as suas funcionalidades de cronometragem. Três décadas mais tarde, em 1962, Jack Heuer – quarta geração à frente da empresa – criou o seu primeiro cronógrafo de pulso desportivo.

A sua assinatura inovadora: a luneta rotativa. O nome Autavia ressurgiu com uma linha completa. Fabricado até 1986, as numerosas versões fizeram um enorme sucesso e estão até hoje entre os cronógrafos mais procurados por colecionadores.

A primeira reedição do Autavia foi apresentada na Baselworld 2017, durante a “Autavia Cup”. Mais de 50.000 pessoas votaram entre os 16 modelos vintage para escolher qual ganharia uma reedição. O escolhido pelo voto popular foi o Autavia Rindt, usado pelo célebre piloto de F1 Jochen Rindt.