450 anos de Monteverdi

Claudio Monteverdi é umas figuras incontornáveis da história da música europeia e do período baroco. Sem dúvida, que a par de Palestrina, este passa para a memória da evolução da arte da música vocal. Nasce em Cremona, em 1567 (sabemos a data de baptismo somente, em 15 de Maio) e morre em Veneza a 1643.

Do seu repertório ficam muitas obras mas é conhecido pelos seus madrigais, é mesmo considerado o país dos mesmos por muitos especialistas. Com ele marca-se a passagem da música polifónica da renascença para algo diferente.

Para esta celebração, o CCB (Centro Cultural de Belém) apresenta um ciclo que conta com o renomado ensemble La Venexiana,um agrupamento de referência na interpretação da música de Monteverdi, e que apresentará a primeira ópera de todas, o Orfeo.

Este grupo vai juntar-se ainda ao Officium Ensemble, ao Coro Ricercare e ao Grupo Vocal Olisipo, para a interpretação dos 8 Livros de Madrigais de Monteverdi. Por fim, a interpretação das Vésperas de Nossa Senhora pelo Ludovice Ensemble e alguns dos cantores mais importantes da actualidade, entre os quais o tenor Fernando Guimarães, recentemente galardoado com um Grammy pela sua interpretação numa ópera de Monteverdi.

14 SETEMBRO | GRANDE AUDITÓRIO | 21:00

VÉSPERAS DE NOSSA SENHORA | LUDOVICE ENSEMBLE

16 SETEMBRO | GRANDE AUDITÓRIO | 21:00

ORFEU | LA VENEXIANA

16 E 17 SETEMBRO | SALA LUÍS DE FREITAS BRANCO

MADRIGAIS

16 SETEMBRO

11:00 CORO RICERCARE — LIVRO III

14:30 CORO RICERCARE — LIVRO IV

17:00 GRUPO VOCAL OLISIPO — LIVRO V

17 SETEMBRO

11:00 OFFICIUM ENSEMBLE — LIVRO I

14:30 OFFICIUM ENSEMBLE — LIVRO II

17:00 GRUPO VOCAL OLISSIPO — LIVRO VI

21:00 LA VENEXIANA — LIVROS VII E VIII