Um novo espaço para o homem

A alfaiataria Paulo Battista é um espaço que convida, quem passa, a conhecer os segredos e detalhes deste trabalho artesanal. A entrada é feita numa ampla sala onde, para além de uma zona de exposição, se destaca a mesa de trabalho de Paulo Battista, sendo possível vê-lo a traçar moldes ou a cortar tecidos. Nesta área existe ainda um espaçoso gabinete de provas, para garantir toda a privacidade desta arte personalizada.

O atelier de costura fica ao fundo, sendo também visível do exterior, o que desperta a curiosidade e nos transporta diretamente para o fascinante mundo da confeção de um fato.

Esta alfaiataria com 100m2 na Rua Rodrigues Sampaio 19B, é uma evolução da antiga alfaiataria de Paulo Battista, que ficava num recatado 3º andar. A estética do espaço segue a mesma linha, refletindo o seu gosto pessoal e espelhando a identidade da marca. Um universo de excelência e criatividade, onde a tradição se funde com inovação, foi criado pela designer Ana Araújo da Móvel Vivo.

Para Paulo Battista, abrir uma alfaiataria de rua, é um grande passo na sua carreira e uma forte aposta no comércio tradicional, através do contacto mais direto com o público. A oportunidade surgiu e apesar de até aqui não ter equacionado esta mudança, decidiu arriscar.

Saber que em várias cidades internacionais se mantém viva a tradição de vermos um alfaiate em lojas de rua, deu mais coragem a Paulo Battista para ser o pioneiro em Portugal a trabalhar a alfaiataria de forma contemporânea e “á vista desarmada”. É um reconhecimento da importância da confeção por medida, mantendo o serviço à porta fechada e o atendimento por marcação, para dar aos seus clientes a atenção e personalização que todo o conceito requer.

O alfaiate para quem a profissão é uma paixão, continua a criar fatos e camisas por medida, garantindo o seu distinto trabalho com os melhores tecidos da estação e aliando técnicas tradicionais a uma estética atual numa silhueta irrepreensível. A assinatura de Paulo Battista mantém-se através da perfeição e detalhe, em peças únicas  inteiramente confecionadas à mão.

O futuro está sempre em aberto, mas uma coleção de pronto-a-vestir poderá ser uma hipótese, agora que o novo espaço o permite, mas com a garantia de que o serviço por medida será sempre o seu principal ofício.