Marcas Masculinas no Porto

A nossa viagem ao Porto, ficou marcada pela descoberta de várias marcas de moda masculina. Encontramos um Porto cheio de vida, de novos espaços e de muita qualidade na oferta turística, seja na restauração como em lojas para homem. Vimos uma cidade a rejuvenescer e a cuidar das suas tradições e linhas patrimoniais. A capacidade de integrar a história e a arquitectura parece ser uma opção no crescer do comércio e das suas novas marcas.

  • Ayres Gonçalo

A moda masculina não pode negar a sua faceta de alfaiataria que abarca a faceta de “feito à medida”. Por isso, era imprescindível visitar e conhecer melhor o trabalho excepcional deste mestre. Começando nestas lides pela orientação do avó, já que nascido numa família de alfaiates, depois de várias experiências fora de Portugal, passa em 2006 por Saville Row. Nesse centro da elegância masculina, entra com contacto com vários mestres da área,

  • The Board

Fomos, de seguida, visitar um espaço perto do atelier de Ayres Gonçalo, na Praça D. Filipa de Lencastre, onde os homens podem encontrar camisas customizadas.

A The Board nasceu no Porto, no final de 2015, da vontade e da paixão em criar peças de vestuário intemporais para homem, reinterpretando designs clássicos com um look cool, minimalista e sofisticado.

O serviço de personalização apresenta os mesmos tecidos de estação e os detalhes das colecções. A marca representa o estilo de vida do homem cosmopolita. Os clientes podem criar roupas feitas especialmente por e para eles, sejam formais ou descontraídas.

  • HATS & C.A.T.S.

Um espaço cheio de personalidade e elegância onde podemos encontrar elementos de urbanidade no vestuário. Milhares de chapéus e acessórios para todos os homens e mulheres que pretendem dar um toque especial à sua aparência. Luvas, suspensórios, chapéus, gabardinas etc

Nesta loja podemos encontrar a marca portuguesa Caiagua, gabardinas coloridas e cheias de vida para um tempo cinzento.

  • La Paz

Uma marca com grande projecção internacional e quase desconhecia em Portugal, é um exemplo do empreendorismo nacional. De linhas e pretensões simples, propõe ao homem peças de grande qualidade e arrojadas nessa mesma simplicidade. Com uma aspiração atlântica, mostra-se como uma verdadeira marca portuguesa. Trabalham em ligação estreita com os seus fornecedores para vender bons materiais.