Exposição Mater Dei

Abriu ao público no passado dia 24 de novembro a exposição Mater Dei (Mãe de Deus), na igreja da Conceição Velha, em Lisboa.

Trata-se de uma mostra que conta com 25 obras de diferentes artistas plásticos portugueses, com representações artísticas de Maria, Mãe de Deus.

A exposição surge no contexto da comemoração dos 300 anos da qualificação da diocese de Lisboa com o título de Patriarcado, e o centenário das aparições de Fátima (comemorado em 2017). Por isso, a exposição segue no dia 25 de março para Fátima, onde será exibida durante grande parte do próximo ano.

Sobre a Igreja:

Em 1502, o rei D. Manuel mandou edificar uma igreja, no lugar da antiga Judiaria Grande, sinagoga situada entre as actuais ruas dos Fanqueiros e Madalena, e entregou-a aos “freires” da Ordem de Cristo. Nesta igreja nova, sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição, os irmãos entronizam a lindíssima imagem, peça em pedra do século XV, de Nossa Senhora do Restelo ou de Belém que os acompanhou desde a antiga ermida do Restelo. A paróquia ali criada, em 16 de Janeiro de 1568, recebe como padroeira Nossa Senhora da Conceição, tendo sido a primeira da diocese com esta invocação. Em 1682, a paróquia é mudada para a ermida de Nossa Senhora da Vitória, e posteriormente, em 1699, para uma nova igreja, iniciada em 1698 e concluída em 1730, e dedicada à Virgem com o título de Conceição Nova.

A igreja da Ordem de Cristo passou a ser designada popularmente por Conceição velha, diferenciando-se assim da Nova. Desalojados pelo terramoto, os religiosos da Ordem de Cristo ocupam em 1777 a primitiva igreja da Misericórdia, reconstruída em traça pombalina, trazendo consigo o orago de Nossa Senhora da Conceição e a denominação de Conceição Velha, pela qual ainda hoje é conhecida.

Rua da Alfândega 108, 1100-016 Lisboa