Cartier nas pistas do Tempo

Verdadeiras obras de arte relojoeira, seja pelas complicações sublimemente reinterpretadas ou pelo engaste de pedras preciosas raras e diamantes que encerram. Assim são as peças de alta relojoaria que a Boutique dos Relógios Plus e a Cartier apresentaram numa verdadeira exposição de luxo, patente no final de Novembro no Palacete Virtvs, em Lisboa.

Uma mostra de peças conduzida pelo tempo e que retrata a viagem da Maison pelos meandros da tradição relojoeira e pela integração desta com a tecnologia de ponta.

Totalmente dedicada aos valores da arte do tempo, a Cartier cria movimentos com soluções e materiais inovadores, que dão origem a peças com complicações tão distintas como turbilhões, calendários perpétuos, horas saltantes, cronógrafos, múltiplos fusos horários, relógios misteriosos ou calendários anuais. Calibres de excepção, que dão vida a verdadeiras criações artísticas envoltas em gemas raras e diamantes, que se declinam em estéticas onde o famoso bestiário Cartier está muitas vezes presente.

Em 2016, a Cartier recebe uma nova colecção de relojoaria exclusivamente dedicada a pulsos masculinos. Drive é o nome da nova linha de relógios inspirada no universo automóvel vintage, uma inspiração bem visível na decoração guilhoché do mostrador que relembra as antigas grelhas do radiador ou na coroa a lembrar os parafusos automóveis.

Com uma presença decidida, a estética do relógio Drive de Cartier evolui de acordo com as suas diferentes versões. A caixa, em ouro rosa ou aço, está equipada com um mostrador guilhoché de cor preta, cinzenta ou branca, com números romanos e ponteiros em forma de espada.

O fundo transparente permite observar o movimento de manufactura 1904 MC, disponível em duas versões: horas, minutos, pequenos segundos e data para o 1904-PS MC; ou duplo fuso horário, indicador dia/noite, grande data e pequenos segundos para o 1904-FU MC. O relógio Drive de Cartier também está disponível numa versão de Alta Relojoaria, turbilhão voador 9452 MC, certificado com o “Poinçon de Genève”.

Mas nem só de Drive se compõe esta exclusiva exposição. As peças de inspiração automóvel dão o mote e conduzem a outras criações excepcionais da Maison. Por entre complicações, modelos clássicos e verdadeiros relógios-jóia, a viagem promete deslumbrar.