Ícones da Arte Moderna – Colecção Shchukin

A fundação Louis Vuitton impulsionou nos Museus Pushkin e Hermitage uma exposição que vai estar patente de 22 de Outubro 2016 a 20 de Fevereiro 2017. A exposição homenageia um dos maiores mecenas de arte do início do século XX, Sergei Shchukin – o visionário coleccionador russo de arte moderna francesa – e constitui um dos eventos mais relevantes do ano do turismo cultural França-Rússia 2016-2017.

Desde o fim do século XIX, Sergei Shchukin, o líder industrial de Moscovo, começou a integrar-se no panorama artístico parisiense da época encarregue de defender os movimentos impressionistas, pós-impressionistas e modernos. Shchukin forjou relações com negociantes de arte moderna como Paul Durand-Ruel, Berthe Weill, Ambroise Vollard, Georges Bernheim e Daniel-Henry Kahnweiler e celebrou artistas como Monet e Matisse. Estas amizades influenciaram fortemente a formação da sua colecção, que permanece uma das colecções de arte mais radicais do seu tempo.

Graças à generosa contribuição do Museu Hermitage e do Museu Pushkin, que participaram na criação deste projecto, a exposição apresentará um conjunto de 130 importantes obras dos mestres impressionistas, pós-impressionistas, e modernos da colecção Shchukin. Será dado particular ênfase à arte de Monet, Cézanne, Gauguin, Rousseau, Derain, Matisse e Picasso, em conjunto com obras de Degas, Renoir, Toulouse-Lautrec e Van Gogh.