Verão mais fresco com vinhos da Covela

Foi na melhor altura do ano para visitar o Porto, a noite de São João, que fomos conhecer o projecto da Quinta da Covela. Este excelente plano de recuperação que resultou numa quinta capaz de produzir vinho e azeite da melhor qualidade.

Com vistas panorâmicas sobre o rio, a quinta tem 49 hectares, dos quais 18 plantados com vinha, distribuidos por duas freguesias do Baixo Douro, São Tomé de Covelas e Santa Cruz do Douro, reconhecidas pela sua extraordinária beleza natural e pela sua rica história cultural.

Datada do Século XVI, a antiga Casa de Covela, formada pelas ruinas do solar renascentista, os lagares e a capela, testemunha a presença multissecular da produção de vinho e a importância histórica desta quinta.

Em 2011, os actuais donos apostaram numa quinta já com tradição de produção de vinho mas que estava ao abandono e chamaram os anteriores empregados para que tudo continuasse nas mãos e corações que quem sabe trabalhar a terra. E, agora, em 2016 mostra-se um força da região com boa fama e melhor proveito.

De facto, nesta visita provamos os proveitos, os novos aromas frescos do trio que compõem os vinhos de Verão da Quinta de Covela: Arinto, Avesso e Rosé.

A vindima de 2015 prometeu e ofereceu um ano de grande equilíbrio.

Como consequência de uma ano extremamente seco, mas ainda assim ameno, as uvas puderam amadurecer continuamente o que é muito importante para a manutenção dos ácidos e frescura, complexidade e intensidade aromática dos vinhos Covela.

A vindima fez-se como é regra na Quinta de Covela, manualmente, por castas e respectivos talhões. As últimas castas a serem vindimadas foram, como habitualmente, a casta Avesso a 9 de Setembro de 2015 e a Arinto em 15 de Setembro 2015.

Durante todo este período o tempo esteve seco, permitindo uma vindima manual tranquila e respeitando as características de cada uma das castas.

Arinto 2015

Aroma dominado pelos frutos citrinos frescos (casca de limão), leve mineral e ervas aromáticas frescas; Na boca apresenta-se seco com uma acidez cítrica muito equilibrada. Limão em aroma de boca. Final de boca muito agradável.

Avesso 2015

Este ano o vinho encontra-se marcado por um aroma floral, cítrico (limão maduro) com um ligeiro mineral. Na boca apresenta-se seco, muito rico, com destaque para os frutos de caroço (pêssego branco). Acidez muito elegante e vibrante que transmite equilíbrio e final longo.

Rosé 2015

Cor pálida de pétalas de rosa.

Aroma muito fresco e leve, onde sobressaem os frutos vermelhos frescos (morangos), ligeiros citrinos. Em boca apresenta-se seco, com uma acidez vibrante fina e que estende a presença do vinho até ao final de boca. Descobrem-se aromas de mirtilos com ligeiras especiarias.