Proudly Made in Portugal

Pedimos ao Bruno Manso, do blogue à Moda do Porto, que enviasse ao Gentleman’s Journal, o seu olhar sobre o Portugal Fashion que aconteceu há uma semana. Aqui fica o seu report:

No Porto pudemos assistir a 3 dias de propostas para Outono-Inverno, com mais de 20 criadores e 14 marcas que desfilaram no 38º Portugal Fashion.

Os desfiles na invicta aconteceram entre o CEIIA, Alfândega do Porto e Museu do Carro Elétrico.

Vicri consegue sempre surpreender-me com a as propostas que apresenta, devido à sua extravagância e luta pela modernização do vestuário masculino.

Com a presença de alguns membros dos Portuguese Dandy´s no desfile e com a entrada de Rúben Damásio para a Dielmar, a marca ficou mais jovem, mas a identidade clássica continua intocável.

Foram várias as propostas apresentadas, desde os casacos single breasted de dois botões, os tweeds, riscas lisas, xadrez, camisolas de gola alta e muito mais. As camisolas de gola alta voltam ao vestuário masculino, mas desta vez com uma maneira mais divertida de se usar. Camisa por dentro e com as golas a querer sair da camisola, uma ideia muito divertida e uma alternativa funcional para o seu look.

As calças continuam acima do tornozelo, com ou sem dobra. Cores mais sóbrias e um público masculino mais abrangente. Tonalidades secas e silhuetas mais formais. A sobreposição é o grande desafio, com muitas possibilidades de conjugação de texturas, padrões e estilos.

Mais uma edição que chegou ao fim, com propostas muito criativas e proudly Made in Portugal.

À Moda do Porto blog by Bruno Manso