Global Change Award

Closing-the-loop

Os cinco vencedores do primeiro Global Change Award já foram eleitos por um júri de peritos. As ideias vão desde a criação de novos produtos têxteis a partir de citrinos, à implementação de um mercado online onde podemos aceder a restos de têxteis para reciclagem, ou até usar micróbios para reciclar resíduos de poliéster. O público pode agora votar entre as ideias vencedoras e alocar metade do subsídio de um milhão de euros numa votação online a partir de hoje globalchangeaward.com.

O Global Change Award foi lançado em agosto de 2015 pela fundação H&M Conscious, e contribui para um dos principais objectivos mundiais de potenciar as primeiras etapas da inovação na indústria da moda. Servir de catalisador de ideias ecológicas e inovadoras permite focar no objectivo de proteger o planeta fechando o ciclo têxtil da moda.

“A resposta do primeiro Global Change Award foi espantosa. Mais de 2.700 empreendedores de 112 países partilharam as suas ideias acerca de como fechar o ciclo têxtil da moda. As inovações vencedoras são um passo importante em direcção a uma indústria da moda circular. Agora convidamos o público a votar e decidir o valor dos fundos que deve receber cada uma das ideias,” comenta Karl-Johan persson, membro do quadro de direcção da fundação H&M Conscious e CEO da H&M.

Cada um dos cinco vencedores, recebe 100,000€ por ter ganho o prémio e por sua vez, a votação terá um impacto real uma vez que determinará como serão repartidos os restantes 500.000€. Todos podem votar entre 1 e 7 de Fevereiro. O resultado da votação e os empreendedores responsáveis pelas inovações vencedoras serão revelados numa grande cerimónia de entrega de prémios que terá lugar em Estocolmo no dia 10 de fevereiro de 2016.

“O Global Change Award premeia as ideias mais fora do comum utilizando uma abordagem tecnológica mais avançada que contribua para uma indústria da moda mais sustentável – criando por exemplo menos resíduos ambientais ou utilizando menos energia – ao mesmo tempo que são criadas peças de moda mais vistosas. Neste sentido, as cinco inovações vencedoras têm o potencial para mudar as regras do jogo,“ afirma Ellis Rubinstein, presidente e director geral da Academia de ciências de Nova Iorque, e membro do júri do Global Change Award.

Para mais informações sobre as inovações e sobre como votar, visite www.globalchangeaward.com

BREVE DESCRIÇÃO DAS IDEIAS VENCEDORAS:

Polyester To Polyester – Utilização de micróbios para reciclar os resíduos procedentes do poliéster têxtil.
O poliéster é a fibra mais comum no mundo para produzir têxteis e roupas, no entanto é difícil reciclar os resíduos têxteis de poliéster de forma eficaz. Esta inovação é o desenvolvimento de um novo tipo de micróbio que se alimenta do resíduo de poliéster para criar ingredientes úteis, que por sua vez podem ser utilizados para produzir novos poliéster sem uma perda na qualidade.

Tecido de algas – Utilizando algas para fazer têxtil renovável

As algas são organismos marinhos orgânicos que, quando recolhidos da água oferecem a oportunidade de criar um novo tipo de matéria-prima para a produção de têxteis renováveis. As algas crescem com a energia solar e CO2; sedo portanto recursos naturais. Também reduzem a necessidade de transporte de produtos têxteis, uma vez que as algas podem ser recolhidas a partir de regiões costeiras em todo o mundo.

Dissolver para criar – Conversão de resíduos de algodão em novos têxteis

Uma nova tecnologia está em desenvolvimento permite dissolver resíduos têxteis e permite que sejam utilizados como matéria-prima na produção de novos têxteis, sem perda de qualidade. Esta tecnologia usa um solvente mais seguro, ambientalmente amigável, para dissolver o algodão em resíduos têxteis, a fim de gerar novas fibras têxteis semelhantes ao algodão. Isso reduz o desperdício de aterro e economiza recursos naturais.

Precavendo os derrames – Um mercado online para reciclagem de resíduos têxteis

Uma ferramenta online está a ser desenvolvida que recebe em tempo real os dados sobre o inventário de resíduos ligados à produção. De seguida, conecta fabricantes com designers para obter sobras têxteis na produção e no processo de design, em vez de se tornarem resíduos.

Citrinos Têxteis – Criação de novos têxteis a partir da produção de derivados da produção de sumos cítricos
Os derivados da extração de sumo de frutas cítricas dão uma oportunidade de produzir um novo tipo de tecido sustentável para os consumidores mais consciencializados.

Como votar?

Todos podem votar em www.globalchangeaward.com entre 01-07 fevereiro. A página de votação está disponível em 12 idiomas. O resultado da votação, e as pessoas por trás das inovações vencedoras, serão revelados numa cerimónia em Estocolmo, 10 de fevereiro de 2016.

O fundo: o subsídio total é de 1 milhão de euros e a cada um dos cinco vencedores são entregues € 100.000. O resultado da votação online determina como os restantes € 500.000 serão distribuídos entre os cinco vencedores.

O financiamento: A Fundação H & M Conscious é financiada pela família Stefan Persson – fundadores e principais proprietários da empresa de moda sueca H&M. Desde 2013, a família doou SEK 900 milhões para a Fundação.

O acelerador de Inovação: Fundação H & M Conscious, Accenture e KTH Royal Institute of Technology, em Estocolmo desenvolveram o chamado “acelerador de de inovação” para apoiar os vencedores no desenvolvimento das suas inovações.