O que usar nestes dias de Natal?

Dia 24 de dezembro e chegamos ao centro das festas do Natal e de toda a correria anterior para conseguir o presente ideal para cada um dos nossos parentes e amigos; porém a pergunta impõe-se: o que vestir nestes dois dias de festa?

Uma das regras possíveis é simplicidade nas escolhas e que estas sejam sempre confortáveis. Muitas marcas lançam coleções especiais dos dias de festa; dividindo as peças em tempo de Natal e de Passagem de ano.

As peças propostas para a época natalícia quase adivinham o que muitos de nós vivem nesses dias: o dia 24 à noite juntamente com a família, e o dia 25 com almoço familiar e final de dia com os amigos. A primeira noite adivinha-se fria e mais descontraída, por isso as propostas são peças cozy e cheias de cor. Materiais mais quentes e adaptados para a consoada como festa familiar. Temos jerseyscardigans que podem ser combinados com blazer, camisas em denim e com outros acessórios como bowties ou gravatas. Apostamos em sapatos confortáveis ou mesmo botins que nos protejam do frio desta noite luminosa.

No dia 25 podemos seguir uma regra que nos permite sobreviver ao almoço familiar, passar pela tarde de digestão e chegar à noite com os amigos – esta é uma tendência implementada para fugir e repousar da correria natalícia. Por isso, propomos a regra do one day suit, um fato aprumado que nos permite almoçar com a família (fugindo a estrear aquelas peças que nos oferecem e das quais queremos escapar, como os pullovers das tias e avós) e continuar o dia até chegar às festas noturnas mais descontraídas com amigos (mesmo que tiremos a gravata ou o bowtie para estar mais à vontade).

O Natal de este ano promete-nos um tempo gelado e com humidade, por isso deixamos algumas dicas para os complementos do frio:

– Sobretudos ou overcoats: devem ser sempre adaptados à nossa constituição para não terem um ar triste e “choroso” nos ombros. Cores sólidas para durar mais tempo: azul escuro, camel ou cinza. Para os corajosos, temos alguns verdes e cor de vinho.

– Cachecol: vamos ser arrojados e pensar em cores diferentes e padrões mais coloridos. Se tivermos um sobretudo cinza ou azul escuro, um cachecol quente e colorido irradia logo outra elegância.

– Chapéu: o acessório esquecido do homem moderno. Por vergonha ou por falta de uso, tornou-se numa peça olhada de lado na rua. Mas no tempo frio pode substituir o gorro ou o boné. Temos vários locais em Lisboa onde se pode adquirir um bom chapéu e com materiais quentes como lã ou fazenda.

– Luvas: proteger as mãos e dar um último toque de requinte. Neste ponto, as luvas são o último toque no look de inverno; habitualmente recorremos a luvas com cores escuras, pretas ou castanhas. Seja como for, e independentemente do material, comprar sempre à medida das mãos para não termos peças que nos dificultem o movimento ou mesmo a condução do automóvel.

Todas estas observações são para nos ajudar a preparar o exterior para estes dias de Natal. Porém, o mais importante é invisível aos olhos: festejar junto dos nossos familiares e dos que nos são mais próximos. Nunca perder isto de vista para que o Natal, crentes ou não crentes, não seja somente comprar e comprar sem olhar para o essencial. Festas Felizes para todos.”