Parcerias sempre às horas

Não há dúvida que o ADN belga salta de imediato à vista quando nos cruzamos com esta marca. Identificamos o design clean que conjuga tendências culturais a nível global e a aposta da KOMONO em óculos de sol fabricados em acetato italiano mazzucchelli e relógios minimalistas com braceletes de verdadeiro couro, também ele, italiano.

Escolhem uma qualidade premium, os preços nem por isso. Porque mais do que uma marca que apresenta produtos de luxo, a KOMONO tem a ambição de oferecer moda, design e cultura ao mundo.

Fundada em 2009, por dois amigos belgas que se conheceram através do snowboard, a Komono é uma comunidade formada por homens e mulheres que apreciam design e qualidade. Raf Maes, o perfecionista, obcecado por design e arquitectura. Anton Janssen, o free spirit fascinado por culturas, engenharia e design. Juntos lançaram a marca com uma visão contemporânea que foge das convenções.

Quanto ao nome, “komono” traduz-se do japonês como: “pequenas coisas”, a tal atenção ao detalhe e o perfecionismo tão relevantes para a marca. Na sua filosofia está a noção de “estilo sem esforço”, o que pode ser alcançado através do uso dos acessórios correctos, numa tentativa de definir a moda por sua via. Esses acessórios são os KOMONO, apresentados em três linhas diferentes.

A Core que aposta em óculos e relógios contemporâneos e acessíveis (com preços a partir dos €39,95). Produtos que mesclam inspirações nas linhas clássicas do design com as tendências mais actuais da moda, numa vasta opção de cores e texturas.

Para a estação fria, o destaque vai para as novas colecções de relógios Winston Regal Winston Royale, que surgem inseridos na campanha Chasing the Lights. Inspirada na estética de John Lautner (1911-1994), um arquitecto pioneiro cujo trabalho no sul da Califórnia permanece como marco e ícone da arquitetura da década de 60. Linhas minimalistas que aliam um estilo elegante com o ambiente externo e natural de onde se inserem.

Nos relógios essa estética é notória nas linhas simples, rectas e elegantes, aliadas a mostradores redondos de traço delicado. As braceletes estendem-se por uma palete de tons, em couro italiano, na colecção Winston Regal, e pelo metal de trato fino, na Winston Royale. Os preços rondam os €80, aproximadamente.

Segue-se a Crafted, uma linha premium e sofisticada de óculos fabricados artesanalmente, usando como matéria prima o acetato mais puro e elegante do mundo vindo de Itália. É uma verdadeira homenagem à herança belga, de dedicação ao trabalho artesanal. Os valor de venda ao público começam nos €79,95.
A Curated, por sua vez, apresenta séries especiais desenvolvidas com a obra e curadoria de vários artistas. São linhas que trazem verdadeiras obras de arte, com tiragem limitada, para que os consumidores possam ter acesso a uma peça de arte de forma acessível, mas ao mesmo tempo sem perder uma certa noção de exclusividade.

A parceria Baloji X KOMONO é a mais recente colecção cápsula resultante desta linha. Baloji é um artista nascido na República Democrática do Congo. Combina a poesia e a composição lírica, com o trabalho como ator, performance, artista de vídeo e stylist. Para esta colecção, Baloji desenvolveu quatro modelos de óculos que se interligam numa elegância africana de tendências actuais, mas invocam a estética colonial, uma constante e poderosa influência e inspiração. Em verde malachite , à semelhança da belíssima pedra de um verde único, extraída no Congo,com apontamentos dourados que relevam uma certa ostentação, um pormenor de luxo que contrasta com os níveis sociais e activam a qualidade e origens da parceria.