Moda masculina com preocupações ecológicas

De várias formas e em várias colecções a marca Zegna mostrou preocupações sociais, urbanas, ambientais com um olhar mais profundo sobre a realidade envolvente.

Até aqui os temas base que influenciaram as colecções passadas são Arquitectura, espaço, a cidade, natureza e ciência, nos quais Stefano Pilati “construiu”  a  Ermenegildo Zegna Couture.

Para o Outono Inverno 2015/16, “o tema de escolha” é a eco-solidariedade.

O tema da sustentabilidade ambiental não é novo para o Grupo Zegna que tem sido, há gerações, consistente no seu compromisso para com actividades sociais e ambientais. Através da pesquisa constante para a qualidade dos seus produtos com um respeito absoluto pelo ambiente, o Grupo continua a manter a liderança no desenvolvimento e produção de fios, tecidos e peças de roupa feitos a partir fibras naturais.

A inspiração-chave de Stefano Pilati para esta colecção é o uniforme de um Eco-líder, visto através da utilização de fibras nobres da marca, bem como Tweeds Harris originais de arquivo, seleccionados pela sua autenticidade e pela sua reciclabilidade.

Um sentimento de “protecção” ambiental é percepcionado não só nas peças de roupa e acessórios, como também na atitude.

Uma atitude para a “acção”, “no campo”, abre o desfile, intercalado com a pura poesia do broken suit em veludo e bombazine, antes de seguir uma linha mais urbana na segunda parte do desfile.

Uniformes utilitários de “eco-líderes” são traduzidos em casacos com detalhes subtilmente e suavemente esculpidos, onde os bolsos apresentam pregas, e são usados com calças de alfaiataria com elástico nas bainhas ou concebidas como multifuncionais.

Sapatos e botas são cobertos por elementos de proteção, enquanto malas híbridas são desportivas e luxuosas.

Tudo para a definição de um novo “uniforme urbano” com um sabor descontraído. Ermenegildo Zegna é indústria, negócio, luxo, mas também protecção, sensibilidade e poesia.