Vinhos de Verão

Criados com a mesma origem e filosofia que o Esporão Reserva, os vinhos Monte Velho pretendiam chegar a mais pessoas e transformar o consumo de vinho diário numa experiência. Passados

mais de 20 anos do seu lançamento, são hoje clássicos do Alentejo e de Portugal, um pouco por todo o mundo. Sustentado por investimentos sucessivos, na vinha e nas adegas, incorporando várias práticas de sustentabilidade adoptadas pelo Esporão, os vinhos Monte Velho dão corpo à ambição original de democratizar o acesso a um vinho de qualidade, marcadamente gastronómico e genuinamente alentejano.

Produzidos na Herdade do Esporão, Monte Velho Branco e Monte Velho Tinto refletem as características do seu terroir e do seu modo de produção, que segue os princípios da produção integrada, rigorosamente adoptados pelo Esporão. Estas práticas sustentáveis, são determinantes na qualidade e fertilidade dos solos, na capacidade de proteção natural da vinha e, consequentemente, na qualidade dos vinhos.

A equipa de enologia, liderada por David Baverstock e formada pelos enólgos Luis Patrão e Sandra Alves, é responsável pelos vinhos que resultam desta conjugação da natureza e da tradição vitivinícola, aliadas ao know-how e à inovação que caracterizam o Esporão.

Ambos os vinhos são blends de castas marioritariamente autóctones do Alentejo, que lhes conferem carácter e identidade. Monte Velho branco 2014, produzido com castas tradicionais do Alentejo, Antão Vaz, Roupeiro e Perrum, é firme, intenso, equilibrado e com um final de boca longo que confirma a sensação aromática de frutas brancas e frescas com apontamentos de citrinos. Fresco e versátil, é a sugestão perfeita para os pratos leves de verão, como peixes grelhados, saladas e aperitivos.

Monte Velho Tinto 2014 é produzido maioritariamente com as castas Aragonez, Trincadeira, Touriga Nacional e Syrah, resultou intenso, com boa densidade de fruta, revelando bom equilíbrio e estrutura, apresentando aromas que remetem para frutos do bosque e notas de especiarias. A sugestão vai obviamente para os pratos típicos da região que lhe serve de berço, mas também para acompanhar enchidos, caldeiradas de peixe ou os apetecidos churrascos de Verão.