Para quem fica em Lisboa – Jazz em Agosto

31 Jul_Fire! Orchestra©Micke Keysendal

Agosto em Lisboa, mês de turistas e poucos habitantes devido às férias escolares. Um mês que costumava ser quente e bom para a vida citadina sem filas nem esperas, parece que começa a ser mês de eleição para alguns. Deste modo, não podem faltar propostas na cidade ao nível cultural.

Já é habitual ouvir os sons do Jazz nos jardins da Gulbenkian. O Gentleman’s Journal propõe para quem fica a 32a edição do Jazz em Agosto  que decorre entre 31 de Julho e 9 de Agosto com uma série de concertos no anfiteatro ao ar livre da Fundação Calouste Gulbenkian.

Em 2015, o Jazz em Agosto é marcado pela presença em Lisboa de grandes formações orquestrais, uma das características que têm firmado a sua identidade ao longo de três décadas, e pela própria intemporalidade do jazz, através da presença de músicos que regressam a projetos do passado para os reinventar ou que, através de novos projetos, realçam a importância do seu percurso.

A edição deste ano dedica ainda especial atenção ao saxofonista Mats Gustafsson, com dois projetos, a ambiciosa Fire! Orchestra – no concerto de abertura – e o surpreendente quinteto Swedish Azz. Destaque especial também para a celebração do 50o aniversário da AACM de Chicago, com a presença de Henry Threadgill e Wadada Leo Smith, músicos emblemáticos desta associação.

— Fire! Orchestra (na foto)

O Jazz em Agosto abre com a Fire! Orchestra, um projeto ambicioso de Mats Gustafsson, que transformou o trio Fire! – Mats Gustafsson, Johan Berthling e Andreas Werliin – numa grande formação com uma energia arrebatadora. Em Lisboa, apresentam-se no festival com 19 músicos, companheiros de vida e de palco dos fundadores do trio, entre os quais se destacam as vozes de Sofia Jernberg e Mariam Wallentin. Fire! Orchestra revela a força explosiva da música criada a partir de fricções entre o jazz, o rock psicadélico, a música improvisada e a eletrónica.

O resto do programa aqui