Gentlemen’s Style by Ana Vidigal

anavidigalAna Vidigal é uma artista plástica portuguesa que marca a história actual da arte no nosso país. Concluiu o Curso de Pintura da Escola Superior de Belas Artes de Lisboa em 1984. Foi Bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1985 e 1987. O seu percurso inclui muitas Exposições individuais e colectivas desde 1981 seja em Portugal como no estrangeiro. Foi a esta mulher de artes que quisemos perguntar o que para ela era um homem elegante e descobrimos um mundo onde a auto-estima é a peça imprescindível na vida. Para quem quiser saber mais sobre a sua obra e próximas exposições deixamos o site.

1 – O que faz um homem ser elegante?

Todos estes sinónimos?

“Chique, bonito, proporcional, elegante, airoso, catita, desempenado, esbelto, folheiro, galante, garboso, gentil, grácil, gracioso, lindo, alinhado, adornado, composto, distinto, galgado, aprimorado, acurado, aperfeiçoado, caprichado, delicado, esmerado, perfeito, trabalhado, apurado, acendrado, afiado, apertado, asseado, correto, escorreito, exato, limpo, purificado, rebuscado, refinado, terso, decente, higiénico, lavado, bem parecido, garrido, janota, peralvilho, fino, coquete vaidoso, destemido, direito, forte, galhardo, guapo, diplomático, circunspecto ,cortês, discreto, grave, meticuloso, abalizado, aristocrático, benemérito cavalheiresco, cavalheiro, cavalheiroso, diferente, digno, diverso, donairoso, egrégio, especial, especificado, excelente, extremado, graduado, ilustre , inconfundível, insigne, marcado, nobre, notável, patrício, perceptível, preciso ,preeminente, primoroso, privilegiado, pronunciado, qualificado, senhoril, singular, visível, faceiro, perequeté, tafui, vistoso, adelgaçado, afilado ,afinado, agudo, arguto, astuto, atilado, cabreiro, clarividente, delgado, escolhido, escovado, inteligente, ladino, penetrante, sagaz, selecionado, seleto, superior, taimado, urbano, florido, florescente, ridente, vicejante, viçoso, frajola, bizarro, bravo, formoso, valente, brioso, alegre, domingueiro, gaiteiro, engraçado, especioso, espirituoso, jovial, venusto, animoso, ousado, abonecado, almofadinha, dandi, pedante, peralta, pimpão, altivo, majestoso, puro, bem-posto, bem-parecido, bem-ajambrado, bem-arrumado, sóbrio, bem-apresentado, jeitoso, apessoado, bem-composto, cortesão, bem-arranjado, bem-vestido, proporcionado, requintado, sofisticado” (1)

  1. Quais são as peças imprescindíveis no guarda-roupa masculino?

Auto estima (de preferência em alpaca de seda)

  1. Quando se fala em elegância masculina, tem algumas figuras de referência?

Ricardo Salgado

  1. A arte e o exercício criativo podem ser uma aprendizagem da elegância?

Como executora digo que não, a arte e o exercício criativo são pura e simplesmente disciplina e trabalho, muito trabalho. Como espectadora de arte, perante uma obra de arte existem momentos sublimes (tipo picos ) de felicidade, sim. Se isso pode ser considerado uma “cultura da elegância”.

5- Faz parte do projecto Maria Capaz, o que desejam com o projecto? O que desejam trazer à sociedade?

Eu colaboro com o Maria Capaz. Não fiz parte do grupo que pensou e criou a plataforma e a quem deve ser reconhecido o mérito de terem passado do “falam falam falam” (citando o Ricardo Araújo Pereira) para o “fizemos, fazemos e vamos continuar fazendo”. A quantidade de mulheres que me disse “já tinha pensado fazer isto” ou “ a ideia não é original” – como se ainda houvesse tal – foram como se costuma dizer, “mais que as mães. Problema nacional… É tudo genial mas não mexem uma palha. Eu arrisquei. Pediram-me uma entrevista por ser feminista e por logicamente ser pintora com alguns anitos de trabalho. A coisa podia ter corrido mal – o que também não me importava, porque nada se pega e sou responsável pelas minhas palavras. Mas correu bem, mesmo muito melhor do que se pensava. O objectivo, segundo as fundadoras, e cito duas sendo, a plataforma um conjunto de mais pessoas – A Rita Ferro Rodrigues e a Iva de Lima – é dar a oportunidade a mulheres que não sabem a quem se dirigir ou que necessitam pura e simplesmente de relatar os seus dramáticos casos e terem uma orientação e quem as entenda e não pensarem que estão sozinhas e abandonadas à sua triste “sorte”

“Portugal não é Lisboa e Lisboa não é o Rossio”. Não vivemos todos na nossa esfera de amizades (e até aí por vezes há casos dramáticos).

Hoje em dia quase todas as classes sociais tem acesso à internet no telemóvel. Poder ter acesso fácil e com linguagem acessível é fundamental para as mulheres que tem vidas desgraçadas dentro de casa sofrendo de violência domestica ou de violência psicológica e todo o tipo de abusos.

Eu, como não sou uma teórica mas até considero que estou bem informada sobre o assunto da discriminação das mulheres, e gostando de colaborar com a iniciativa, propus enviar uma fotografia (mais ou menos uma por dia) fazendo um Falso Diário, não só para demonstrar que as pintoras tem vidas normais e às vezes até bastante rotineiras, e ao mesmo tempo nunca esquecendo o slogan da “Olá” num verão que se avizinha : “E a vida sorri”

Pode ser que ajude a esboçar um sorriso na mulher que vai trabalhar com um olho negro.

E é isto.

Ana Vidigal

Fev. 2015

(1) Dicionário Informal