Arte participad​a by João Noutel

João Noutel

“Eva Break” é o nome da obra criada pelo artista plástico João Noutel e que contará com colaboração do público, assumindo-se assim como uma manifestação de arte participada. João Noutel criou a instalação, mas é o público que a vai “terminar” através da eleição de uma palavra que resuma o que a obra lhe sugere. “Eva Break” estará em processo de finalização no NorteShopping de 27 de junho a 7 de julho, ficando depois em exposição permanente no Centro.

João Noutel aceitou o desafio lançado pela Sonae Sierra e concebeu uma obra de arte contemporânea que procura criar uma interação e uma cumplicidade entre a instalação, o público e o espaço. O Norte, a memória do local (antiga fábrica), o espaço atual (superfície comercial de referência na região) e o público, preferencialmente feminino, foram os ingredientes que estiveram na base da inspiração do artista. O NorteShopping foi o Centro eleito para receber a obra.

“Esta resposta escultórica evidencia uma forte presença do universo feminino, mas é também um tributo a um objeto de referência quer no tecido industrial quer no doméstico da época de atividade da Efanor, empresa que anteriormente estava construída no lugar: o telefone”, refere João Noutel.

Segundo o artista, o telefone serve de ponte e de instrumento para observar o fenómeno de passagem e de fluxo dos públicos, obtido subtilmente através de um espelho no lugar do marcador e nessa remissão constrói-se e completa-se a relação da obra com os respetivos observadores. “É um trabalho com uma componente privada e íntima, que levanta questões sobre a vida real, a rotina do quotidiano, num espaço e volume concreto, com códigos próprios, com uma ironia subtil e forte presença imagética e visual”, adianta João Noutel.

De 27 de junho a 07 de julho o público poderá contribuir para o final de “Eva Break”, deixando uma palavra que resuma o que a obra lhes sugere, escrevendo-a em pequenos quadros de ardósia. Palavras essas, que a posteriori serão selecionadas pelo autor e inscritas na base da escultura. Trata-se de uma escultura de grandes dimensões (2,80X3,25 metros) feita em fibra de vidro e polyester.

Numa fase posterior à intervenção final dos públicos, a obra subirá, ficando suspensa no ar, como que convidando o público a refletir, ainda que de passagem, sobre o significado do título do trabalho, a razão de existir da obra no NorteShopping e sobretudo sobre a força dos mecanismos de proximidade que o espaço tem incorporado, gradual e naturalmente, no Norte do país.

Para conhecer melhor a obra do artista, www.joaonoutel.com