Mitos no vestuário masculino – I

PG_Hombre-24

No que diz respeito ao vestuário masculino por vezes existem alguns “mitos” que nos vão ensinando ao longo da vida e entram na nossa maneira de pensar e decidir. São afirmações quase populares que passam de geração em geração.

1 – Nunca misturar azul e verde. Esta regra foi nos transmitida porque parecia errada a conjugação das duas cores; de facto, é uma questão de cuidado somente na tentativa de juntar um azul mais escuro e um verde mais claro ou viceversa. Na conjunção de tonalidades diferentes pode estar o ganho. Por exemplo misturar um azul navy com um verde mais claro.

2 – Usar sempre cores escuras como o preto ou o cinza quando vamos sair à noite ou numa ocasião mais nocturna. Neste caso, a regra não é má mas não inteiramente verdade. Existem muitas possibilidades e opções com outras cores para outfits de noite ou de jantar. Mesmo em smokings. Mas, o melhor é seguir a regra do que nos faz sentir melhor e mais confortável sem perder o sentido do evento. Keep it simple.

3 – Estou demasiado gordo para comprar roupa slim fit. A roupa não deve ser nem acima nem abaixo do tamanho do nosso corpo. Mas, não será mesmo por comprar roupa acima do nosso tamanho que escondemos os quilos que estiverem a mais. Ainda acentuam mais e deixam-nos com um ar desmazelado. O melhor conselho que posso dar é comprar roupas onde nos encaixamos correctamente, como a gola e o comprimento da manga para camisas e ombros e o comprimento do corpo para casacos. De seguida, entregar a um alfaiate para alterar o resto; vai fazer uma grande diferença, sem levar muito da sua carteira.

4 – Devo fazer condizer os sapatos com o cinto. Esta é uma regra muito boa para seguir (em roupa clássica ou em fatos), no entanto, eu gostaria de esclarecer que não têm de coincidir exatamente. Obviamente não há muitos tons de preto, mas quando se trata de peças em castanho, vamos encontrar uma grande variação de tonalidades.
Muitas vezes um cinto castanho mais claro com um par de sapatos castanhos escuros acrescenta um toque agradável sem seguir estritamente as regras pré-estabelecidas. Mais uma vez, o jogo das tonalidades ou das texturas pode privilegiar a escolha e realçar o bom gosto.

Photo: Purificación Garcia SS 2013